Ir à Segurança Social é brincar a vários jogos de infância em simultâneo

. Uma linda falua de 270 pessoas logo às 7h30 da manhã, e chegar à entrada – “Banana, Morango ou senha da Segurança Social”?

. Um agradável jogo das cadeiras em competição desleal com grávidas, famílias numerosas e velhos caquécticos cheios de pieira e apitos no nariz a quem temos de ceder a nossa porque somos seres humanos decentes, afinal de contas

. Um 1 2 3 macaquinho do chinês à antiga contra um ecrã de contagem de senhas que apita de 5 em 5 segundos mas sempre que olhamos é craque em manter-se exactamente na mesma, não avançou nem um número

. Um aona-aona-dê com 27 formulários, documentos e fotocópias para mostrarmos à senhora anafada que nos atende com uma espuminha de cuspe no canto dos lábios a falar alto demais que não somos criminosos, indigentes ou traficantes de órgãos apesar de recebermos cartas em casa que imediatamente nos tratam como tal.

O atendimento da Segurança Social tem esta poética capacidade de nos fazer sentir plâncton, não é?

Contem-me coisas bonitas, ainda me faltam 60 senhas e o senhor ao meu lado cheira a naftalina.

Anúncios

One Comment Add yours

  1. Dona de Casa diz:

    Oh pá tens de ir aquele parque infantil fantástico que é a Loja do Cidadão!!! Podes escolher entre andar na renovação do Cartão do Cidadão ou dar uma volta nas Finanças… tão divertido!! Pagas em tempo pelas voltinhas todas 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s