É no primeiro garfo à direita

ASK DIRECTIONS

Não há nada mais ternurento do que aquele momento em que nos estão a dar direções para um caminho, nós não percebemos um boi, e a pessoa que nos está a tentar explicar exaspera, desiste de esbracejar, e começa à procura de formas alternativas de explicação em objetos vizinhos completamente aleatórios.

Normalmente começa assim:

– “Nós estamos aqui” – e apanha o pimenteiro. “Tu queres vir para aqui” – o saleiro.  E de repente, o nosso caminho é um carreirinho de talheres e tudo faz sentido.

Foi assim que um dia, em menos de nada, a minha mesa de jantar virou mapa do centro de Lisboa, onde o Marquês de Pombal era o porta-guardanapos, e eu tinha de sair no garfo, isto é na Duque de Loulé, e não na colher, que é uma traiçoeira saída para o Saldanha e aí só saindo da mesa para o vazio e fazendo marcha-atrás é que podia voltar ao porta-guardanapos. Chegar lá só pelo túnel do Marquês, ali ilustrado com vários anéis de guardanapo unidos, para não restarem dúvidas quanto à natureza tunelesca do dito.

Um mapa com uma escala tão grande quanto uma cozinha pode ser e tão complexa quanto os utensílios que pode conter. E não, não há nenhum adulto que se considere demasiado adulto para isto. Já vi grandes mapas desenhados em bacalhau à brás, ou roteiros completos ilustrados à base de nódoas de vinho.

E o que tem piada é que qualquer transeunte olha de fora e só vê dois adultos, de feição carregada e ar mortalmente sério, a analisar uma mesa cheia de utensílios culinários, empilhados de forma bizarra, como se fosse a nova maquete do Le Corbusier.

Eu nunca primei pelo sentido de orientação mas nem 8 nem 80, gente. Seca-se-me o coração quando peço indicações e recebo 8 esbracejares de braço na atmosfera. Obrigadinha, são 5 minutos de pura emoção braçal mas eu já nem me lembro do que fazer na primeira rotunda, e Deus me livre voltar a perguntar, se é para voltar a ver a Macarena.

Mas sair no garfo, ora aí está uma boa mnemónica.

Oxalá todos os problemas da vida pudessem ser resolvidos com um trem de cozinha.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s