Manifesto Anti-Rádio-Orbital

…e aquele momento em que aumentamos o volume do rádio, deliciados com a coincidência de estar a dar aquele clássico que nos apetecia ouvir… já engrenámos a todo o gás nos primeiros acordes, os olhos estão fechados enquanto dedilhamos a nossa guitarra invisível… trauteamos os versos iniciais, a melodia vai crescendo… e eis senão quando…

…  PUM TSS PUM TSS avalanche de martelos invade a nossa música PUM TSS PUM TSS  caímos das nuvens para o piso -1 da KADOC  PUM TSS PUM TSS  fraqueja o nosso tímpano indefeso PUM TSS PUM TSS  nada no mundo nos preparou para aquele remix.

Dos zero aos cem em menos de nada, a nossa música favorita é transformada em cócó de pássaro. E vocês perguntam: quem é que faria tamanho dói-dói no ouvinte? Reposta: a grande, afamada, sempiterna rádio Orbital, claro está.

orbital-dance-hits

Alguns factos sobre a rádio Orbital:

  1. Há anos sem fim que ocupa o 101.9 dos nossos rádios com uma única missão: a de tornar os clássicos de sempre em gosma musical.
  2. Há anos sem fim que aleija as versões originais com marteladas techno-house-pimba e escapa incólume
  3. Nenhuma música que passa na Orbital é apenas e só da Adele, da Rihanna ou do Justin Bieber. Ela é sempre da Adele featuring DJ Fófó, da Rihanna remixed by DJ Marotinha ou do Bieber ft. TiraoPédoChão.

Algumas recomendações de segurança para quem ouve a Orbital:

  •  Se antes do remix começar, estava a tocar uma guitarra invisível, cesse o movimento de imediato;  pode precisar das mãos para conduzir o único veículo adequado à banda sonora da rádio Orbital: o carrinho de choque amarelo-canário (daqueles com cheiro a churro)
  • Note que estamos a assitir à gradual Orbitalização da música comercial e o perigo de remix espreita a cada acorde. Não se entusiasme cedo demais: espere sempre PELO MENOS até ao minuto 2m30 para garantir que a versão original não vai, de certeza absoluta, ser alvo de orbitalização.
  • Se ainda não chegou a vez da sua música favorita, não espere sentado. A rádio Orbital não tem piedade dos clássicos. Os ABBA nunca pensaram que iam levar tamanho enfardamento de covers e agora é vê-los com peladas e calafrios;  nem os Beatles, nem o Moby, nem o coro de Santo António dos Cavaleiros estão fora de perigo

Atenção: esta praga já não está confinada ao 101.9 da rádio.  Ouça-se este pequeno arranjo dos A-ha, por DJ Babyboi, e estremeça-se de pavor. A voz robotizada é um sintoma indelével de cataclismo. Veja-se a pobre Adele, que nunca pensou que do seu tema só sobrariam os restos mortais: “never mind I’ll pum tss pum tss someone like pum tss pum tss”. Ou o fim da picada que foi a J.Lo, que lá por ostentar um pandeiro de sonho achou que podia violentar uma das melhores baladas da dança. Apre, a lambada devia ter sido deixada intacta!! Eu punha o YMCA, a Macarena ou o Follow the Leader a prémio só para ter a minha lambada de volta.

A minha mãe tem razão quando vai desabafando sobre a nossa geração musical – “Valha-me Deus, o que eles inventam…” diz ela, sendo que o “Eles” se refere àquela entidade abstracta que decide cenas aleatórias no mundo,  a mesma a que se referem as mulheres-a-dias quando falam da meterologia – “Eles dão chuva para hoje, amanhã dão fresquinho…”.

Era bom se esta entidade abstracta acumulasse pelouros e tivesse, por exemplo,  alguma autoridade ao nível do Remix, para acabar de vez com esta orbitalização do mau-gosto.

Novo grito político: “NÃO QUEREMOS ORBITALIZAÇÕES / QUERO ANDAR DE CARRO SEM PALPITAÇÕES”. (O punho é fechado, braço a esticar contra o céu)

Anúncios

5 Comments Add yours

  1. Sara Seruya diz:

    Lá tive eu de arranjar compostura em 2 segundos quando, em farta risada à conta de mais este delírio, me entra pelo gabinete o diplomata chefe, com ar sério… acabei por ter de dar uma desculpinha esfarrapada qq, da qual me saíi bem, como das 3 vezes na minha provecta vida de condutora em que fui parada pela polícia e, à conta de eficaz conversinha, me safei de multa grave… “Ó Senhor Guarda, o Senhor bem vê…”, etc, etc…

  2. Só te consigo dizer… OBRIGADA por isto! (E OBRIGADA por seres quem és, também.)

    1. Minha querida Sofia, obrigada eu pelos teus comentários! Que façam ricochete para o teu fantástico blogue e a pessoa que és, já agora 😉

  3. Nunca ouvi esta Rádio, mas com esta descrição até parece que estou a ouvir!!! Mariana, obrigada pelo teu blogue porque, mesmo que a nossa disposição não seja a melhor, não conseguimos parar de rir!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s