Back to the future I (e olhem que a saga chega ao III)

Image

 

Na série How I Met Your Mother aprendo lições de vida bestiais. Hoje especialmente vou recordar aquela cena brutal em que o Ted, no decorrer de uma discussão metafísica com o Marshall, destapa o seguinte raciocínio aristotélico (and I’m quoting):

Marshall: You wanna talk about who gets the apartment after Lily & I get married?
Ted: Y’know who I think we should let deal with this problem?
Marshall: Who?
Ted: Future Ted & Future Marshall.
Marshall: Totally.
[Present Day]
Ted: Dammit Past Ted!

Aplaudo de pé. Isto é tudo o que mais queríamos num silogismo: a desculpa perfeita para despacharmos o dirty work para o nosso eu futuro, que embora coitado não tenha culpa de nada já assumimos que vai ser muito mais maduro e responsável para lidar com as consequências. E, claro, entender sem ressabiamento a vulnerabilidade do eu passado.

Estou convencida de que personalidades como a Hannah Montana, o Manoel de Oliveira (este cujo eu-futuro é visionário na arte de não morrer) e a bancada do PS tiveram formação avançada nesta feitiçaria. Só isso explica o facto de ambos os três badalhocarem de tal forma a vida presente, confiando que os futuros contemporâneos já vão ter carros voadores como no Back To The Future e, como tal, compreenderão. Mais do que ter carros, vão comer surdez, paciência e obrigações do Estado ao pequeno almoço, respectivamente.

Já eu delego na futura-eu a responsabilidade de malhar que nem uma louca no ginásio quando o meu eu contemporâneo soltar um perdido por cem, perdido por mil em frente aos gelados do Santini. A pensar assim a palavra “procrastinar” nem parece pornográfica!

E como sou liberal, também deixo que a futura-Mariana se preocupe com o facto da Mariana contemporânea não ter posto creme solar ontem à tarde. O problema é que o futuro já é hoje e não me sinto mais madura. Só me escaldam as nalgas, em tons carmesim.

Anúncios

2 Comments Add yours

  1. Marta diz:

    Thank you for brighting up my mornings!!
    Beijinhos
    Marta

  2. sara seruya diz:

    nice writing, cheio de sabedoria… e o sempiterno, most welcome humor! – que maternal orgulho,m aqui por estas bandas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s